Trabalho do Colégio Eleitoral movimenta os 13 campi durante as eleições para Reitoria da UTFPR

A UTFPR estava vivendo seu período de campanha eleitoral para escolha de reitor. Aos 30 dias do mês de junho, ocorreu a votação que, dadas as condições de pandemia e política, foi realizada pela Internet, via sistema Helios Voting, já utilizado por outras instituições, mas nunca com um universo de votantes tão grande e complexo. E eis que: surpresa, apreensão, indecisão tomaram a todos os envolvidos no processo, candidatos, seus apoiadores, técnicos envolvidos, a comunidade universitária: no final da tarde daquele dia, das 39 “urnas virtuais”, dezenove não estavam acessíveis no momento da apuração. Não era possível contar os votos e saber quem, afinal, os membros da Universidade haviam escolhido para dirigir a instituição pelos próximos quatro anos.

Após uma semana de incerteza, na qual houve suspensão da apuração e muita polêmica, técnicos resolveram o problema e, na segunda-feira seguinte, dia 06 de julho, foi anunciado o resultado final: Marcos Schiefler Filho, professor do Departamento Acadêmico de Mecânica do campus Curitiba da UTFPR, juntamente com Heron Oliveira Santos Lima (vice), professor de Engenharia Química do campus Campo Mourão da UTFPR foram os vencedores do pleito, com 51,14% na contagem final. Conduzindo todos estes importantes eventos estava o Colégio Eleitoral, uma espécie de comissão temporária, designada para, de “forma confiável, transparente e segura” (conforme ofício 55/2020, do Colégio) implementar o processo eleitoral. Nesta matéria, vamos conhecer melhor como se deram os momentos incertos da apuração e como era o trabalho deste órgão, pelo relato de Jair Ferreira de Almeida, professor da UTFPR e presidente do Colégio Eleitoral nesta eleição.

Almeida conta que o Colégio tem nove membros, entre servidores da Reitoria e de diversos campi, além de uma representante dos estudantes, parte do corpo discente. Houve também a participação de outros dois servidores federais, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR) e da Polícia Federal, trabalhando junto ao órgão eleitoral. Adicionalmente, portarias foram expedidas para designar 13 subcomissões do Colégio nos campus, com o objetivo de auxiliar nos trabalhos naqueles locais e sendo compostas, cada uma,  por dois servidores daquelas regiões. Além destes, para prestar o apoio necessário ao Colégio Eleitoral quanto à utilização do Sistema Helios Voting, foi designada, por portaria, a Comissão Técnica do Colégio Eleitoral, com membros indicados pelos campi e pela Reitoria.

Helios Voting é o sistema informatizado escolhido para a eleição a reitor da UTFPR. Criado por Ben Adida, professor e pesquisador do Massachussets Institute of Technology (MIT), o sistema surpreendeu a todos naquele dia 30. Nem mesmo Adida “soube determinar a causa e possível solução para o problema ocorrido”, esclarece Jair. Foi “o extremo comprometimento com a UTFPR e trabalho incansável” demonstrados pela Comissão Técnica que levou à solução do problema e entrega do resultado, recebendo elogios do criador e desenvolvedor do sistema, explica o professor.

Mas até a chegada dessa solução,  nos dias subsequentes, só restou ao Colégio informar à comunidade sobre o ocorrido que levou à suspensão no processo de apuração. Na votação simulada do dia 23 de junho o problema não se apresentou, dando as caras apenas na aplicação real do sistema, quer dizer, o evento em si da votação, o que foi espantoso para todos. A partir daí, foi iniciado um trabalho de investigação, que continuou até encontrar uma solução para o problema, e, conforme Jair, toda equipe do Colégio estava empenhada nesse sentido.

Sobre o trabalho do Colégio no dia da votação , ele explica ainda que três dos membros trabalharam das 6 às 18 horas nas respostas aos e-mails; foram recebidos aproximadamente 320 e-mails naquele dia e todos foram respondidos. A intenção era de corrigir qualquer eventual falha, garantindo a todos o direito de votar na consulta. Por isso, os servidores componentes do Colégio Eleitoral, da Comissão Técnica e das Subcomissões estavam “de plantão” para eventuais demandas dos eleitores em relação a quaisquer problemas que pudessem vir a ocorrer. “Foi um trabalho intenso, mas gratificante pelo sentimento de ter sido útil ao próximo” – completa Jair.

O esforço resultou em comentários positivos da comunidade sobre a tempestividade no atendimento. Tudo transcorreu dentro da normalidade até o momento da apuração, disse o presidente, porém uma tarefa que exigiu algum tempo foi orientar os estudantes de que o acesso precisava ser feito pelo email institucional, exigência do regulamento. Também, alguns estudantes não regulares e servidores aposentados pensaram que poderiam votar, demandas que obtiveram a devida resposta.

Os trabalhos do Colégio Eleitoral, porém, não se limitaram ao dia da votação de fato. No total, 27 reuniões foram realizadas por aquela equipe durante o período de suas atividades, algumas delas com duração de 6 horas ou mais. Por conta da quarentena, a maior parte dos encontros foi de forma remota. “Apesar das condições inéditas para as reuniões durante o período eleitoral, todas estas ocorreram de forma muito pró-ativa”, lembra professor Jair. Incluindo as reuniões, membros do Colégio Eleitoral e da Comissão Técnica chegaram a trabalhar por dia 12 horas ou mais, inclusive em sábados e domingos.

Como era previsto em regulamento, houve a necessidade de atuar presencialmente em algumas situações, como na configuração e apuração da votação simulada, na configuração e apuração da votação para reitor e no reinício da apuração. Mas as recomendações sanitárias do Ministério de Saúde foram seguidas nestes episódios, com a adoção de distanciamento social, uso de máscara e demais cuidados.

Para Marcos Schiefler Filho, diretor-geral do campus Curitiba e vencedor das eleições, o Colégio Eleitoral assumiu um desafio enorme, sendo protagonista de um processo sem precedentes e em tempo reduzido: “foi um trabalho hercúleo, que merece nosso reconhecimento, por sua dedicação”.

Para saber mais sobre o processo eleitoral, acesse a página oficial do Colégio: http://portal.utfpr.edu.br/comissoes/consulta/consulta-para-reitor-2020

Créditos da imagem:

Credit: gunnar3000 – Fotolia
Copyright: gunnar3000 – Fotolia