Tão Longe, Tão Perto: uma oportunidade de estudos em artes e técnicas do design na quarentena

É em paralelo à quarentena que acontecerá o “Tão Longe, Tão Perto”, um movimento organizado por Marco Mazzarotto, professor de Departamento Acadêmico de Desenho Industrial (DADIN), que apresenta cursos, rodas de conversas e demais temáticas interseccionando temas envolvendo estudos e técnicas no campo do Design e das Artes.

Uma das principais perspectivas que compõem a ideologia do movimento é a colaboratividade; qualquer pessoa pode participar das oficinas e da organização do evento, sob o mote “A diversidade é força que nos move”. Ainda, a programação está aberta para sugestões: clicando aqui você será direcionado ao formulário para sugestão de atividades do Tão Longe, Tão Perto.

Por enquanto, estão programados dois cursos: Photoshop para iniciantes sem gambiarras, ministrado pelo próprio Marco e a Oficina de lambe lambe – da criação até a colagem, por Kleber Januário. Também serão discutidos, por meio de transmissões ao vivo, conversas sobre a vida acadêmica, pandemia, design gráfico e demais.

De acordo com o Manifesto do evento, “Em tempos incertos de pandemia e isolamento social, criamos este movimento como um grande guarda-chuva: sob ele nos mantemos unidos e protegidos enquanto este período de afastamento durar. […] Tudo (cursos, lives, rodas de conversa, projetos de extensão, grupos de pesquisa) é ofertado de maneira gratuita para estudantes e professores de design, arquitetura, comunicação, artes e áreas correlatas, assim como para toda a comunidade externa interessada”

Para mais informações, acesse a página do evento no site do DADIN clicando aqui.

Francisco Camolezi

Francisco Camolezi

Aluno do curso Bacharelado em Comunicação Organizacional na UTFPR. Assessor de imprensa no campus Curitiba da UTFPR.