Projeto de educação e sustentabilidade do campus Curitiba é aprovado em chamada internacional

“Dos 1005 projetos submetidos mundialmente, somente 164 foram aprovados, sendo que dos 104 que envolviam a países da América Latina, somente 14 foram aprovados, entre eles o nosso”, informou Eloy Casagande, professor do Departamento de Construção Civil (DACOC) e coordenador do Escritório Verde do campus Curitiba da UTFPR, sobre o projeto internacional aprovado pelo ERASMUS para 2021-2022, na chamada “Cooperation for innovation and the exchange of good practices – Capacity Building in the field of Higher Education 2020”.

Eloy informa que o projeto denominado “VAMOS – Virtual Exchange to Tackle Wicked Problems: Latin American and European Collaboration on Education for Sustainable Development” foi escrito por várias mãos em novembro de 2019, com um orçamento total de 738,990.00 Euros. A coordenação partiu da Universidade de Upsala, na Suécia, e contou com participação de mais duas universidades brasileiras, uma italiana e três de Honduras, além da UNICollaboration – um consórcio de várias universidades europeias para desenvolvimento de métodos inovadores de aprendizado on-line e que tem o envolvimento de alunos em interação e colaboração com classes em locais distantes, sob a orientação de professores ou facilitadores treinados. O convite para o projeto partiu do coordenador do Departamento Internacional da Universidade de Upsala, Philipp Baur, após ler um artigo publicado em inglês sobre o projeto do Escritório Verde da UTFPR e suas ações em prol da educação para a sustentabilidade. 

Aprendizado de ação é a abordagem em que se inspira o projeto VAMOS, investindo na prática, trabalhando na realização de ações conjuntas e reflexão de forma aberta sobre os resultados. Casagrande enumera as três etapas do VAMOS: 1) Como aprendemos a trabalhar juntos como um projeto?; 2) Como ensinamos sustentabilidade em nossas universidades?; e 3) Como podemos ensinar sustentabilidade juntos em cursos internacionais / virtuais conjuntos?

“O objetivo do projeto é criar capacidade para colaboração internacional inovadora e aprendizado conjunto, com foco em espaços de aprendizado para a Educação a Distância (EAD) e para cursos / projetos de intercâmbio virtual que abordem questões dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS)”, explica o professor, que complementa: “O orçamento do projeto além de financiar os encontros presenciais e virtuais entre professores e alunos envolvidos, também contempla a montagem de uma sala moderna para EAD na UTFPR”.

Eloy celebra, contando que “quando desenvolvemos a proposta, não poderíamos imaginar ser agora de grande utilidade diante das discussões de um novo modelo que envolve a educação a distância  e a educação remota para a atual situação da pandemia e o isolamento social. Certamente será uma grande oportunidade para criarmos ambientes de aprendizado inovadores e dinâmicos, trocando experiências europeias e latino-americanas”.

Na equipe da UTFPR, coordenada por Eloy Casagrande, está a Maclovia Correa da Silva, professora do Departamento de Línguas Estrangeiras Modernas (DALEM), Tamara Van Kaick, do Departamento de Química e Biologia (DAQBI), do Campus Curitiba, e a Anelize Queiroz Amaral, professora do Campus de Dois Vizinhos da UTFPR. Para a submissão do projeto, o professor destaca o apoio de Carlos Cziulik, diretor adjunto de Relações Internacionais da UTFPR, “que forneceu todas as informações necessárias sobre a UTFPR e também participou das reuniões online com a Universidade de Upsala”.