Meninas nas ciências, um projeto que não para

Maurici Del Monego e Larissa Kummer, professoras do Departamento Acadêmico de Química e Biologia (DAQBi) do campus Curitiba, coordenam o projeto de iniciação científica “Meninas nas ciências”, que conectam os estudos e as estudantes da universidade com as de escolas públicas da capital.

Neste período de suspensão das atividades presenciais o projeto não parou, mudando, somente, o meio de comunicação. As ferramentas para a disseminação das Ciências deixaram de ser práticas laboratoriais e passaram a ser Discord, Hangout e redes sociais. Maurici e Larissa relataram que esse projeto estabeleceu um vínculo enorme entre as alunas de Iniciação Científica da UTFPR e as estudantes das escolas públicas envolvidas: “É incrível a dedicação que as alunas dos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Química, envolvidas no projeto, têm com essas estudantes das escolas; as docentes não se cansam em procurar estratégias para deixar as meninas das escolas conectadas com a ciência”.

Além das atividades voltadas ao conhecimento, o grupo promove, ainda, “ações de bem estar” com as estudantes, que classificam como “importantíssimo nesse contexto de afastamento social, situação essa de difícil entendimento para as jovens”.


A realização dessas atividades “agora virtuais” possibilitou mais do que a continuidade do projeto, pois está fortalecendo ainda mais esse vínculo entre as estudantes das escolas. Segundo as coordenadoras, “percebemos que, para essas meninas de 15 e 16 anos, a UTFPR é muito mais que uma Universidade que elas almejam ingressar no futuro, aqui elas encontram conhecimento, incentivo, dedicação e carinho.”


É a Universidade Pública cumprindo seu papel social, tanto pela formação profissional quanto pessoal dos indivíduos, contribuindo para uma sociedade mais consciente, reflexiva, com maior potencial para promover as mudanças necessárias ao processo evolutivo, papel fundamental, principalmente nesse momento.

Mais informações sobre o projeto? É só acessar o Instagram: @meninasnascienciasutfpr