Tecnologia acessível de desinfecção de máscaras é apresentada em vídeo

Fernando Castaldo, professor do Departamento Acadêmico de Eletrônica (DAELN),  produziu um vídeo em que apresenta o protótipo ilustrativo do princípio de funcionamento de  aparelho para desinfectar máscaras N95 (utilizadas em hospitais). Diferentemente do projeto que apresentamos aqui (https://ecampus.ct.utfpr.edu.br/2020/camaras-de-para-desinfectar-mascaras-em-hospitais-sao-produzidas-no-campus-curitiba/ ), em que a desinfecção de dava por luz UV, Castaldo utiliza uma câmara de ozônio que, em alguns minutos, é capaz de esterilizar as máscaras. “Para o equipamento a ser disponibilizado, precisamos fazer uma integração – dimensionar, colocar em uma caixa e a finalização”, mas, no vídeo, o modelo demonstra a eficiência do invento.

O objetivo é transferir a tecnologia para hospitais. O pesquisador já recebeu a demanda do Hospital do Trabalhador (HT), que deverá receber o primeiro compartimento; “penso inicialmente em atender umas 100 unidades por hora”, relata Castaldo, que explica que a capacidade de desinfecção depende do tamanho do compartimento (esse, apresentado no vídeo, é capaz de agregar 10 máscaras).

Para assistir,  é só clicar em https://www.youtube.com/watch?v=9xS2uCzZopY&feature=youtu.be