Nós, que não paramos

Em uma semana, as aulas terminam. Para nós, que não paramos.

Final de dezembro, festas natalinas, e professores leem livros e têm ideias para uma aula interessante ou um novo tema de pesquisa ou mesmo um evento de extensão que transformará o entorno de nossa universidade; técnicos administrativos, em cada experiência, cada informação, cada conversa, pensam que podem aplicar esse conhecimento e melhorar seu setor; estudantes, ao se depararem com os desafios que nos cercam, lembram-se do discurso infinito que ouvem durante todos os semestres: mesmo fora daqui, você representa a UTFPR.

E assim, não paramos.

Não paramos em cada momento em que uma pesquisa na área energética ou de sustentabilidade ou de estruturas urbanas ou das ciências sociais ou em algum de nossos setores de engenharias, bacharelados, licenciaturas ou artes faz a diferença na vida da população brasileira. E nesse continuum de números e letras e sons e imagens, sem parar, vamos formando um país mais cidadão, aquele no qual as pesquisas são voltadas para o bem da sociedade e de cada um.

Não paramos, mesmo em férias. Ao ouvirmos a expressão “Universidade Pública”, nos movemos, pois somos corpo desta instituição; ao lermos, vermos ou escutarmos nossa marca, tão difícil para alguns, damos sorrisos – UTFPR, essa eu conheço – e aproveitamos a oportunidade para falarmos do sucesso que somos enquanto instituição brasileira.

E não paramos. Cansamos, às vezes. Reclamamos… Ameaçamos desistir. Mas nunca – porque sabemos o valor do que fazemos. Os professores criando e fechando pesquisas infinitamente; os servidores propondo soluções aos desafios que os tempos nos impõem; os estudantes abrindo mão de sonos compridos, festas mais longas, atividades diversas. Por isso precisamos de férias/recesso – não para parar, porque não paramos, mas para descansarmos e nos recompormos e continuarmos ainda melhores.

E nós, como gestores de um campus imenso, com três sedes magníficas, que nunca param, nos orgulhamos de continuarmos sempre, juntos, discutindo, apoiando, adequando, sustentando o trabalho coletivo e incentivando a organização conjunta, pois entendemos que o que temos feito é o que de melhor podemos fazer, com a consciência de que nem sempre acertamos.

Dessa maneira, prontos a fazermos parte e estarmos juntos, queremos expressar o orgulho pelo nosso papel neste universo de ensino, pesquisa e extensão, ratificando nossa disponibilidade para quaisquer assuntos e situações em que possamos ser úteis.

A nós, que não paramos, um ótimo encerramento de semestre letivo.

Marcos Schiefler Filho e equipe gestora do campus Curitiba da UTFPR

Marcos Flavio de Oliveira Schiefler Filho

Marcos Flavio de Oliveira Schiefler Filho

Diretor do campus Curitiba da UTFPR.