Estudantes do DALIC do campus Curitiba defendem dissertação em Portugal no acordo de Dupla Diplomação

No dia 3 de dezembro, Carlos Afonso, professor do Instituto Politécnico de Portugal (IPP), fez uma postagem em seu Facebook comemorando “mais um dia histórico” para o Instituto Politécnico de Portalegre. Na ocasião, Carlos reportava a defesa da tese de mestrado de Claudinei Júnior Lopes, produto do Acordo de Dupla Diplomação entre UTFPR e o IPP. O fato é um marco no que se refere à agenda de internacionalização da Universidade.

A dissertação, intitulada “É mulher? É homem? Não! São as Superdrags!”: Uma análise dos enunciados discursivos da série”, foi orientada por Carolina Mandaji, professora do Departamento Acadêmico de Linguagem e Comunicação (DALIC) da UTFPR e defendida na Escola Superior de Educação e Ciências Sociais (ESECS) do Instituto Politécnico de Portalegre (IPP), em Portugal, sendo o primeiro projeto de pesquisa desenvolvido entre as duas organizações a ser defendido. O Acordo de Dupla ainda garante ao estudante os títulos de bacharel em Comunicação Organizacional pela UTFPR e Mestre em Média e Sociedade pelo IPP.

Mais recentemente, no dia 12 de dezembro, Thayna Bressan também defendeu sua dissertação para banca na Esecs do IPP como parte do Acordo de Dupla Diplomação. Em seu projeto, que contou com a orientação de Anuschka Lemos, do Dalic, e Sónia Judite Bravo Lamy, professora da Esecs, a estudante desenvolveu um site cujo objetivo é incentivar artistas independentes, tanto brasileiros como portugueses, através da exposição de suas obras. A intenção é que o ambiente seja construído de maneira coletiva, portanto, é possível indicar conteúdos para o espaço. Para mais informações, acesse o site.

A intenção é de que este seja o primeiro de muitos Acordos de Dupla Diplomação entre UTFPR e IPP. A Tecnológica também está apta a receber estudantes do Instituto Politécnico, porém ainda não aconteceu.

Reportagem de Francisco Camolezi (ASCOM – CT).