Educadores se reúnem em Pinhais para seminário que consagra parceria do campus Curitiba no município

Nos dias 23 e 24 de maio, o município de Pinhais sediou o 8º Seminário de Diversidade, no qual o campus Curitiba da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) é parceiro, juntamente com o Programa de Pós-Graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica (PPGFCET), a Secretaria Municipal de Educação de Pinhais e o Fórum Permanente de Educação e Diversidade Étnico-Racial de Pinhais.

O tema deste ano foi Formação Cidadã e Afirmação dos Direitos Humanos por Meio da Educação Multicultural e, segundo Tamara Van Kaick, professora do Departamento Acadêmico de Química e Biologia (DAQBI) do campus Curitiba, que representou o PPGFCET, o evento “constituiu um acontecimento ímpar de convergência acadêmica e de mobilização dos profissionais da educação, dos diferentes níveis e modalidades de ensino e representantes da sociedade civil”.

“O principal objetivo do evento é oferecer aos profissionais da Educação Básica da rede municipal de Pinhais e de outros segmentos educacionais públicos, privados e representantes da sociedade civil, conhecimentos acerca da promoção, respeito e valorização da diversidade étnico-racial, orientação sexual, identidade de gênero, religião, crenças e intergeracionalidade colaborando para o enfrentamento da discriminação no âmbito escolar e social, ampliando o processo democrático de exercício da cidadania”, relata Tamara Van Kaick.

Este é o primeiro evento, que contou com mais de quinhentos inscritos, de seis outros que estão para acontecer durante todo o ano. Os próximos eventos acontecem em julho, agosto, setembro, outubro e novembro.

Uma das participantes do Seminário, Viviane Lima, educadora do CMEI Rosi Galvão, relata “O evento foi, como todo ano, abrangente das mais diversas culturas. Esse ano incluiu uma apresentação de alunos de uma escola de Pinhais que possuem deficiências (as mais diversas), que fizeram uma linda encenação. Também foi possível pensar nas múltiplas formas de se compreender o que é diversidade, não sendo apenas voltado a cultura negra”, relata a educadora

Reportagem de Scheilla Godioso e Bárbara Nunes